O Comunicador

15 crianças são envenenadas em escola com produto para matar ratos

Quinze crianças foram internadas por envenenamento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Caucaia, na Grande Fortaleza, na tarde desta sexta-feira (22). De acordo com a Polícia Militar, um estudante da Escola Helena Aguiar Dias compartilhou com colegas de classe.

 “Os pais da criança afirmaram em depoimento que o filho recebeu o veneno de um homem não identificado, que pediu pro aluno distribuir com os colegas na escola. Ainda vamos ouvir uma criança para esclarecer o caso, mas quando elas estiverem melhores”, explica do cabo da Polícia Militar Luciano Rocha Almeida. 

As crianças deram entrada na UPA de Caucaia, com ânsia de vômito, dor de cabeça e dor no estômago. Elas recebem soro, passam por hidratação e por um processo de lavagem estomacal, que irá remover o veneno do corpo. As crianças se recuperam bem e não correm risco de morrer.
A polícia acredita que o veneno é um produto proibido usado para matar ratos. 

Se ingerido em grandes doses, pode ser letal também para humanos. A polícia faz buscas pelo homem que supostamente entregou veneno para que fosse distribuído na escola.
“Se essa versão for confirmada e o suspeito preso, ele poderá responder pela tentativa de homicídio das 15 crianças que ingeriram o produto”, explica o policial militar. 
O paralelo
Postado em 23 de agosto de 2014 - 19:12h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *