O Comunicador

Segundo suspeito de arremessar vazo em Recife foi preso em Monte das Gameleiras e mora em Passa e Fica

Luiz Cabral de Araújo Neto chegou à Delegacia de Homicídios e
Proteção à Pessoa (DHPP) algemado, com a cabeça levantada. O semblante
de frieza era condizente com o ato de barbárie do qual é suspeito de ter
cometido. Ato confessado. Preso na manhã desta quinta-feira, ele teria
confirmado aos policiais a participação no crime que matou o soldador
Paulo Ricardo Gomes da Silva, 26 anos. 
 
Luiz teria dito que ele e outro suspeito – o terceiro envolvido,
ainda em liberdade – jogaram, do anel superior do Arruda, as duas bacias
sanitárias sobre um grupo de torcedores que passava pela Rua das Moças.
Uma delas atingiu Paulo Ricardo, que morreu na hora. Ele teria dito
ainda que Everton Filipe Santiago de Santana, o primeiro a ser preso por
envolvimento no crime, teria arrancado as bacias. Detido na última
segunda-feira, Everton está preso no Cotel.

Em um dos estilhaços da bacia, a polícia encontrou fragmentos de uma
impressão digital que deve ser comparadas com a dos suspeitos.

A prisão
Luiz foi preso no município de Monte das Gameleiras, no Rio Grande do
Norte, onde trabalhava num posto de saúde. Ele toma remédios controlados
e foi detido no momento que pegava a medicação. Luiz reside no
município de Passa e Fica, vizinho a Monte das Gameleiras.Na casa dele, a
polícia encontrou diversas camisas de torcidas organizadas do Santa
Cruz e outras facções coligadas.

Ainda de acordo com informações extraoficiais, Luiz costumava viajar ao Recife para acompanhar os jogo do Santa Cruz.

Reportagem: Diário de Pernambuco
Postado em 8 de maio de 2014 - 19:00h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *