O Comunicador

Vergonha: SBT cede a pressão de parlamentares e afasta Rachel Sheherazade do ar

Ditadura não é só colocar tanques nas ruas, mas a mordaça é
também uma ditadura
Pressionado por comissões
parlamentares e pela ameaça de perder mais de R$ 150 milhões em verbas
publicitárias governamentais, o SBT decidiu retirar –ao menos
temporariamente– a âncora e comentarista Rachel Sheherazade do ar.

A desculpa oficial da emissora é
de que a jornalista está em férias, mas isso não é verdade. Sheherazade já
havia tirado suas férias em janeiro quando viajou a Paris.

O SBT também está sob
investigação pela Procuradoria Geral da República, por suposta apologia ao
crime.
Rachel ficou na berlinda em
fevereiro, quando justificou a ação de uma milícia no Rio que acorrentou um
suposto infrantor a um poste. Embora boa parte dos comentários tenham sido
favoráveis à jornalista, a opinião caiu pessimamente entre grupos de direitos
humanos.

Oficialmente, o SBT afirma que
ela voltará ao trabalho no próximo dia 14 de abril. No entanto, no final de
março, a própria jornalista comentou que seus dias na TV “estão
contados”.

Fonte: O paralelo

Postado em 6 de abril de 2014 - 11:00h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *