O Comunicador

“Instabilidade”, “medo” e “desconfiança” ameaçam chapa do PMDB para 2014

Na última segunda-feira (24/03),
o deputado federal João Maia, presidente do PR e tido como nome certo na chapa,
foi excluído da vice pela mulher de Henrique, a jornalista Laurita Arruda, em
postagem no blog que assina. O fato caiu como bomba de efeito desastroso nas
articulações, que já andavam sob o signo da “desconfiança e do medo”, conforme
as palavras do deputado estadual Fernando Mineiro (PT), em entrevista á
imprensa.
Parceiro político de Henrique nos
últimos anos, João chegou a confirmar sua candidatura a vice-governador ao lado
de Henrique e Wilma, com o nome da irmã, Zenaide Maia, como substituta dele na
Câmara dos Deputados. No entanto, Henrique havia articulado com o prefeito de
Natal, Carlos Eduardo Alves, e o pai deste, o deputado estadual Agnelo Alves, a
possibilidade de o PDT indicar o vice. Agnelo pediu tempo até o dia 5 de abril
para tentar convencer o prefeito de Parnamirim, Maurício Marques (PDT),
renunciar a prefeitura e aceitar ser o vice de Henrique. Se conseguir, João
Maia terá de buscar outro projeto para as eleições deste ano, talvez a
reeleição à Câmara ou tentar articular outra aliança. De todo modo, a parceria
de João Maia com Henrique terá que ser revista. Caso não consiga convencer
Maurício Marques a deixar a prefeitura, Carlos e Agnelo já deixaram claro que
vão querer as bases de João Maia para a candidatura do secretário chefe do
Gabinete Civil da Prefeitura, Sávio Hacrakdt, para deputado federal. Neste
caso, a candidatura de Zenaide Maia terá de ser retirada, em favor de Sávio.

Nesse contexto de incertezas,
inseguranças e instabilidade, tudo é possível acontecer com vistas às eleições
deste ano. Principalmente quando envolve uma aliança tão ampla e com tantos
interesses poderosos envolvidos. Em tela, não apenas a sucessão de 2014, mas,
sobretudo, sobrevivências políticas em 2018, futuro de herdeiros políticos,
dentre outros. Assim, não se duvida de mudanças de última hora, que venham,
tanto favorecer, quanto desfavorecer, palanques que já estariam formados. A
mudança de projeto de Wilma de Faria, por exemplo, teria impacto tanto na
candidatura de Henrique quanto do vice-governador Robinson Faria.
Fonte: Portal SOS Noticias com informações do jornal de hoje

Via: Taboleiro Grande News
Postado em 28 de março de 2014 - 11:14h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *