O Comunicador

Proibido de trabalhar de bermuda, homem vai de saia

Quem trabalha em ambiente sem ar
condicionado, no Rio de Janeiro, está sofrendo nos últimos dias. É o
caso do ilustrador André Amaral Silva, de 41 anos, que trabalha no
prédio do Centro Administrativo do Estado do Rio, no Centro, onde homens
são proibidos de entrar de bermudas. A proibição, no entanto, não vale
para mulheres, que podem também usar saias. Inconformado com a
limitação, André achou uma alternativa inusitada: foi trabalhar de saia.

A atitude ousada foi parar na internet e
rendeu milhares de compartilhamentos e curtidas em uma rede social (em
quatro horas de postagem, foram mais de 5 mil curtidas e quase 3 mil
compartilhamentos). Em seu post, André conta que, na chegada ao prédio,
foi alertado pelo porteiro de que não poderia entrar:
“O rapaz da portaria quis me barrar,
entre surpreso e constrangido, e pediu que eu me dirigisse ao
administrador do prédio, que é policial militar. Expliquei para ele a
situação e o mesmo, muito gentil e cordato e, sem a mínima surpresa,
orientou o porteiro dizendo a ele: De saia pode deixar entrar.”

Recentemente, uma campanha na internet
pediu que as empresas permitissem a entrada de funcionários de bermuda. A
prefeitura adotou a prática, mas a medida não vale para prédios do
estado, como o que André trabalha.


O Globo

Postado em 4 de fevereiro de 2014 - 22:11h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *