O Comunicador

Petição para deportar Justin Bieber dos EUA passa de 15 mil assinaturas

Mais de 15 mil pessoas já
assinaram em cerca de 24 horas uma petição feita no site da Casa Branca para
que o governo dos Estados Unidos deporte o cantor canadense Justin Bieber, que
está em liberdade sob fiança desde a quinta-feira (23) por dirigir em velocidade
excessiva e sob o efeito de álcool e outras substâncias em Miami.

“Nós, o povo dos Estados Unidos,
sentimos que não estamos bem representados no mundo da cultura pop. Gostaríamos
de ver o perigoso, insensato, destrutivo, e consumidor de drogas Justin Bieber
deportado e com sua permissão de residência revogada”, diz a nota, registrada
na seção de pedidos dos cidadãos da site da Casa Branca, “We The People”.

E acrescenta: “(Bieber) Não só é
uma ameaça para a segurança de nosso povo, mas também é uma má influência para
nossos jovens. Nós, o povo, queremos que Justin Bieber saia de nossa
sociedade”.


É necessário o mínimo de 100 mil
assinaturas até 22 de fevereiro para obter uma resposta da Casa Branca.
A seção “We The People” (Nós, o
povo), cujo nome faz referência ao início do preâmbulo da Constituição dos
Estados Unidos, funciona desde 2011 como ferramenta do governo para mostrar-se
aberto à opinião dos cidadãos.
Uma equipe da Casa Branca estuda
os pedidos que reúnem o número necessário de assinaturas (esta necessita de
mais 86 mil até 22 de fevereiro) e cumprem com as normas, para depois decidir
que organismo dará uma resposta oficial à reivindicação.
A detenção de Bieber na quinta
gerou um grande debate nos EUA sobre se, nas mesmas condições, outro imigrante
como ele, legal ou não, já não teria sido deportado a seu país de origem.

Um estrangeiro com residência
permanente (Green Card) ou com visto temporário, como é o caso de Bieber, pode
ser deportado dos EUA se for declarado culpado de um delito com agravante, como
um roubo, embora os relacionados com a posse de drogas possam causar também a
expulsão.

Os especialistas em imigração que
comentaram o caso nos jornais e televisões dos EUA concordam que Bieber só
poderia ser deportado se for declarado culpado de alguma das acusações, e ainda
nesse caso, são céticos sobre sua expulsão, porque o ídolo teen está em
condições econômicas de conseguir os melhores advogados.

O paralelo via EFE
Postado em 25 de janeiro de 2014 - 17:18h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.