O Comunicador

‘Minha filha morreu de graça’, diz mãe de menor vítima de chacina em Lagoa de Pedras

“Minha filha morreu de graça. Ela
não era o alvo daqueles tiros”. A declaração é de Ivaneilde Nascimento, mãe de
Iara do Nascimento Silva, de 17 anos, uma das quatro vítimas da chacina
ocorrida numa estrada no município de Lagoa de Pedras neste último domingo
(15). As outras vítimas foram Ruty Lúcia Silva de Azevedo, de 19 anos, Patrício
Penha de Souza, 33, e Daniel Mendonça, 23. Os quatro voltavam de uma festa e
seguiam em direção a Lagoa Salgada.

Em entrevista ao G1, Ivaneilde
contou que a filha era uma menina tranquila e saía pouco de casa. “Maldita hora
que eu a deixei sair de casa para ir a essa festa”, lamentou. A mãe de Iara
disse que acredita que a filha apenas pegou uma carona com os rapazes para
voltar para casa. “Ela foi para a festa com a amiga e eu acredito que os
rapazes tenham oferecido carona de volta pra casa e ela aceitou. Ela estava no
lugar errado na hora errada”, disse a mãe. Ruty, a amiga, era filha de um cabo
da PM.

De acordo com a Polícia Militar,
o crime aconteceu por volta das 5h de domingo (15) e os policiais foram
acionados meia hora depois. Os corpos estavam dentro de um Pálio de placas
MZG-4609, de Recife, capital de Pernambuco. A PM realizou diligências no local,
mas não encontrou os suspeitos.

Fonte; Os Amigos da Onça

Postado em 19 de dezembro de 2013 - 14:16h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *