O Comunicador

Decote de Fernanda Lima censura a transmissão do sorteio da Copa em país asiático

A cultura
do Irã não vê com bons olhos uma mulher usando roupas curtas
Transmitido
para mais de cem países do mundo, o sorteio dos grupos da Copa do Mundo de
2014, que aconteceu na última sexta-feira, na Costa do Sauípe, não agradou um
dos países que terá uma seleção representando-o no Mundial. Conhecido por seu
rigor contra a cultura ocidental, o Irã proibiu a transmissão pela televisão do
sorteio logo que a modelo e apresentadora, Fernanda Lima, apareceu com um
vestido curto e decotado.
Segundo o
jornal francês Le Point, o governo iraniano temeu que a vestimenta de Fernanda
Lima gerasse uma ira das mulheres iranianas, obrigadas a se vestirem com roupas
que escondem o corpo, uma das exigências da religião muçulmana. Diferente do
Brasil, o Irã não é um país laico, ou seja, a religião faz parte e molda a
política.
As
censuras para as mulheres no Irã não param apenas nas vestimentas. Os jogos de
futebol do país, por exemplo, só pode receber homens em seu estádio, já que é
proibido qualquer tipo de relação entre os dois sexos, mesmo troca de olhares e
contato físico.
Se o belo
vestido e o belo decote de Fernanda Lima não agradou ao Irã, ele foi muito bem
comentado em todos os cantos do Brasil e do mundo. A apresentadora, inclusive
já é, para alguns, a grande musa da próxima Copa.
Agência
Futebol Interior

Postado em 9 de dezembro de 2013 - 17:29h

0 comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *