O Comunicador

Homem nega que tenha feito mulher refém em São Gonçalo do Amarante

Alexsandro Silva de Lima, de 29 anos, negou para a polícia que
tivesse feito Jorcinara Cibelle da Silva, de 20 anos como refém por mais
de 24 horas. Ele prestou depoimento para a Polícia Civil, na noite
desta sexta-feira (1º), depois que decidiu se entregar. De acordo com o
jovem, ele só ficou trancado na residência porque a polícia queria
mata-lo.
O cárcere privado atribuído a Alexsandro teve início ainda na noite
desta quinta-feira (28), depois que ele teria atirado contra policiais
militares que iriam fazer uma abordagem na casa onde ele estava
juntamente com Jorcinara, que declarou ser garota de programa.
Assustado, o acusado teria usado uma pistola para fazer a mulher de
refém.
Apesar de Jorcinara ter declarado que durante boa parte do tempo
Alexsandro ficou apontado uma pistola para ela, o suspeitou negou que
tenha feito a moça de refém. Além disso, ele também negou que tenha
usado drogas, durante as últimas horas. A informação, porém, havia sido
passada pela própria vítima do cárcere privado.
Alexsandro Silva
tem mandado de prisão em aberto e era considerado foragido da Justiça.
Ele seria envolvido com assaltos e, inclusive, teve um tio morto em
confronto com a polícia, na semana passada. O jovem estaria nessa
ocorrência, mas conseguiu fugir dos policiais. Agora, depois de detido,
ele ficará preso pelo mandado, pelo cárcere e por ter atirado na
polícia.
Ainda na noite desta sexta-feira, Alexsandro será levado ao Instituto
Técnico-Científico de Polícia, na Ribeira, onde fará exame de corpo
delito. Em seguida, ele será conduzido para o Centro de Detenção
Provisória de Pirangi.
 
Fonte: Portal BO
Postado em 2 de março de 2013 - 9:51h

0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *