O Comunicador

Absurdo! Menina de 7 anos ganha camisinhas em sorteio junino da escola

Aluna do 2º ano da Escola Municipal José Fernandes, em Parnamirim, foi sorteada e ganhou um pacote de papel higiênico e três preservativos femininos

“A menina ganhou camisinha e papel higiênico no balaio junino, que surpresa é essa? Que coisa linda, uma surpresa na escola da menina assim?” Foi com essas palavras de indignação que a auxiliar de lavanderia Shirlene Gomes foi até a Escola Municipal José Fernandes, em Parnamirim, Região Metropolitana de Natal, questionar a direção sobre o presente surpresa que a filha de 7 anos ganhou no sorteio da festa junina da instituição.

A comemoração ocorreu no sábado (8) na quadra de esportes da escola que fica no bairro Monte Castelo. A família da aluna, que cursa o 2º ano fundamental, não compareceu à festa, mas o pai recebeu um telefonema comunicando que a menina tinha ganhado o presente surpresa do balaio junino. O mototaxista Marcelo Guedes foi até o colégio buscar o brinde e quando chegou em casa que abriu o pacote teve uma surpresa não muito agradável.

“Foi uma brincadeira de mau gosto. Um constrangimento muito grande para uma criança”, afirmou o pai. A criança estuda na escola há dois anos e a família não esperava por isso. “Eu achei um absurdo, estou chocada ainda. Um presente com três preservativos femininos e papel higiênico?”, destacou a mãe da menina, Shirlene Gomes.

A diretora da instituição que possui 290 alunos entre 7 e 12 anos, Fátima Diniz, explicou que os brindes do balaio junino são entregues como doação na escola e que o presente surpresa veio embalado e não foi conferido antes de ser entregue.

“Eu quero pedir desculpas e reiterar o meu afeto à aluna e à família dela. A escola falhou por não ter checado o conteúdo. Não desconfiei do presente”, afirmou a diretora. Fátima reafirmou que em 20 anos da escola isso nunca aconteceu e que não irá mais ocorrer, pois não receberão uma doação sem checar.

A secretária adjunta de Educação de Parnamirim, Adriana Limeira, acompanhou o caso e disse que a secretaria irá abrir uma sindicância para apurar quem fez isso e fornecerá um acompanhamento para a criança. “Vamos apurar os fatos. A escola não teve tempo de verificar. Vamos tomar as medidas administrativas com o responsável por isso”, destacou. A secretária também afirmou que irá entregar um presente compatível com a idade da menina.

*OP9-RN

Postado em 11 de junho de 2019 - 14:14h
Comentar