15 de março de 2019

Suspeito matou Zaira com estrangulamento após carona a amigas, diz delegado

A Polícia Civil de Caicó, através do delegado Leonardo Germano informou que o sargento da PM Pedro Inácio preso na manhã desta sexta-feira (15) na cidade de Currais Novos, por ser o principal suspeito da morte da estudante universitária Zaira dos Santos Cruz, de 22 anos, encontrada morta dentro de um carro na manhã do último da 2, em Caicó, região Seridó do Estado, durante o Carnaval. De acordo com o delegado, a Polícia acredita que a jovem foi morta em outro local, e não no ponto onde o carro em que ela estava morta foi encontrado. 

Zaira Cruz foi encontrada morta no dia 2 de março, no Carnaval de Caicó, dentro de um veículo no interior da sede de um bloco. Segundo ele, inicialmente não havia indícios de violência flagrante no corpo da jovem. O dono do carro em que ela estava, e que foi preso, tinha informado que ela havia ficado no carro, quando ele retornou para dentro da sede do bloco. A causa da morte era desconhecida até que o laudo confirmou a asfixia mecânica. 

Segundo o delegado, a investigação mostrou que a morte ocorreu através de estrangulamento por golpe conhecido como "mata leão" ou "gravata". Durante a investigação, dezenas de testemunhas foram ouvidas e a equipe de criminalística da Polícia Civil fez a apuração para entender a cronologia do crime e chegar aos suspeitos, o que aconteceu através do recolhimento de imagens de segurança. 

De acordo como delegado Leonardo Germano, câmeras registraram a presença do sargento Pedro Inácio no local onde foi encontrado o corpo da jovem horas depois. "A gente tem imagens de câmera de segurança que mostram que PM adentrou o imóvel em que estava hospedado, conhecido como La Bodeguita, por volta das 3h18, quando passou alguns minutos na frente do local para poder entrar, cerca de dez minutos. Adentrou o imóvel por volta de 3h28 da manhã. Acreditamos que homicídio ocorreu não no local, mas fora, devido à dinâmica e cronologia apurada na investigação", disse o delegado.

Ainda de acordo com o delegado, o suspeito teria dado carona a amigas da vítima por volta das 2h14, antes de ficar só com ela. A Polícia acredita que o homicídio tenha entre esse momento e as 3h18, que foi a a hora em que o sargento da PM foi visto pelas câmeras de segurança. 

Segundo a Polícia, há indícios também que, antes de estrangulá-la, o suspeito teria cometido violência sexual contra a vítima. No entanto, um laudo pericial do Itep sobre essa informação está sendo aguardado. Caso seja confirmado, o PM será indiciado também pelo crime de estupro. A Polícia está à espera de um laudo conclusivo.

Exame: 
Preso na manhã dessa sexta-feira (15) na cidade de Currais Novos, o policial militar suspeito de ter participado da morte da jovem Zaira Cruz, de 22 anos, foi levado ao Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep), em Natal, para o exame de corpo de delito. 

O sargento da PM Pedro Inácio chegou em uma viatura da Polícia Militar, e foi escoltado para dentro do Instituto às pressas pelos outros policiais, . Momentos após a entrada do suspeito no Itep-RN, que usava uma balaclava, a viatura da PM que fazia a escolta entrou no pátio interno do Instituto, para evitar que a imagem fosse captada também no momento da saída. A imagem feita pela TRIBUNA DO NORTE, de dentro do pátio interno, mostra um Policial Militar que fez a escolta do suspeito pedindo a abertura do portão do pátio para que eles saíssem. 

Normalmente, as pessoas supostamente envolvidas em crimes são conduzidas ao Itep para a realização de exames e desembarcam da viatura na rua principal de acesso ao Instituto, entrando pela porta da frente acompanhadas de escolta policial. No caso do sargento suspeito de ter participado do homicídio de Zaira. A condução também costuma ser feita pela Polícia Civil. No caso de crimes cometidos por operadores de segurança, no entanto, a própria corporação da qual o suspeito faz parte costuma fazer a escola, de acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil. 

O suspeito está detido em cumprimento a mandado de prisão preventiva e ficará custodiado no quartel do Comando Geral da PM. 

 *Por Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário