7 de março de 2019

Mulheres são açoitadas em praça pública por sexo fora do casamento na Indonésia

Duas jovens mulheres foram açoitadas em praça pública em uma localidade na Indonésia, maior país muçulmano do mundo, por terem mantido relações sexuais fora do casamento. O castigo foi tão intenso que elas ficaram impossibilitadas de andar. As duas foram presas com um homem em um hotel, alvo de uma blitz. Elas foram acusadas de violar a Sharia, a rígida lei de costumes e moral do Islã.  

Seis casais foram presos no hotel em Banda Aceh, Sumatra. Motivo? Eles não eram casados no papel. O sexo fora do matrimônio é ilegal, e isso é punido em público. Esses casais também foram açoitados. Outros dois casais também foram castidos só por estarem em um quarto com uma pessoa do sexo oposto. As mulheres açoitadas choraram muito, enquanto eram espancadas. Dezenas de espectadores e jornalistas acompanharam a aplicação do castigo. 

O açoite é comum para vários tipos de "ofensas" (como ingerir bebida alcoólica, apostar em jogo de azar ou ter sexo gay) em Aceh, província situado na ilha de Sumatra. Manter relações sexuais fora do matrimônio rende de 17 a 25 chibatadas.

 *Diário do Nordeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário