15 de fevereiro de 2019

G1 informa prisão de condenado por assassinato de Lagoanovense Rosemberg Saldanha

O portal G1 do Rio Grande do Norte traz, nesta sexta-feira (15), informações sobre a prisão de Lucileno da Fonseca Nascimento na comunidade Beira Rio, na Zona Norte de Natal, que foi condenado por ter matado o empresário José Rosemberg Saldanha, de 55 anos, no dia 30 de novembro de 2016. O empresário foi morto dentro de uma caminhonete em frente a um condomínio no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul, quando deixava a filha e a mulher em casa. 

Por esse crime, Lucileno da Fonseca foi condenado a 29 anos de reclusão pela 5ª Vara Criminal de Natal. Ele foi acusado do latrocínio e de corrupção de menores, já que um adolescente, segundo a decisão judicial, também participou do assassinato. Além dos dois, outro homem também foi condenado pelo crime. 

Lucileno da Fonseca foi encontrado após denúncias anônimas feitas à polícia. "Nós estávamos atrás dele desde quando ele cometeu esse crime. Nesse tempo reunimos pistas. Foi um trabalho integrado durante dois anos para capturá-lo. Estávamos cada vez chegando mais perto. Nós vínhamos recebendo várias denúncias anônimas e ele foi preso pelo Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (Bope) diante dessas informações", explicou o delegado Ernani Júnior, da Delegacia de Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que investigou o caso. 

Segundo a investigação da DHPP, o criminoso tinha a intenção de assaltar o empresário José Rosemberg Saldanha e levar o carro dele. O empresário que era filho do falecido poeta cordelista José Saldanha, teria reagido ao ameaçar pegar uma pistola, quando foi alvejado. A filha dele havia acabado de descer do carro e a mulher correu para pedir ajuda na portaria do condomínio momentos antes do disparo. 

"Ele e um adolescente resolveram assaltar aquela vítima e, segundo o adolescente, que foi ouvido pela polícia, a vítima tentou reagir. Foi o momento em que o adolescente informou que ele estava armado e o suspeito efetuou o disparo contra José Rosemberg", disse o delegado Ernani Júnior O titular da DHPP explicou ainda que o suspeito do assassinato é também foragido da Penitenciária Estadual de Parnamirim e tinha mandado de prisão expedido pela 1ª Vara Criminal de Parnamirim. 

O crime 

O crime aconteceu no dia 30 de novembro de 2016, às 21h37, em frente ao condomínio Vita, em Cidade Satélite. Armados, os criminosos se aproximam, trancam a passagem da caminhonete e abordam o empresário José Rosemberg Saldanha. A filha havia acabado de sair do carro. A mulher do empresário, que também estava no veículo, conseguiu sair e correu para pedir ajuda na portaria. Poucos segundos depois, os tiros foram disparados. Rosemberg foi baleado à queima-roupa e morreu na hora. Segunda Polícia Militar, o homem foi atingido por três tiros na cabeça. O empresário morava e era dono de uma pousada e um balneário na cidade de Lagoa Nova, na região Seridó, onde já foi vereador. 

*Reprodução do G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário