3 de outubro de 2018

Cristiano Ronaldo nega acusação de estupro

Cristiano Ronaldo usou as redes sociais nesta quarta-feira (3) para negar que tenha estuprado a norte-americana Kathryn Mayorga em 2009. O atacante da Juventus afirmou que o crime vai contra tudo que ele acredita e disse que não alimentará o "espetáculo midiático montado". 

"Nego terminantemente as acusações de que sou alvo. Considero a violação um crime abjeto, contrário a tudo aquilo que sou e em que acredito. Não vou alimentar o espetáculo mediático montado por quem quer se promover à minha custa", escreveu o português. 

A acusação de Kathryn foi revelada pela revista alemã Der Spiegel no ano passado. Na última semana, a publicação trouxe uma nova entrevista com a norte-americana, que revelava seu nome e dava detalhes de como o crime teria acontecido. 

Mayorga afirma que o português a abusou em um hotel de Las Vegas em 2009 enquanto ela gritava "não". Segundo a CNN, Ronaldo se desculpou "dizendo que sentia muito e que geralmente era um cavalheiro". 

No processo, ainda acusa o jogador e sua defesa de tirar proveito do frágil estado emocional de Mayorga para que ela assinasse um acordo de não-revelação em 2009. Ela diz que recebeu US$ 375 mil (cerca de R$ 1,5 milhão na cotação atual) em troca de seu silêncio. Agora, a ação quer anular este acordo. 

Em comunicado, a Polícia Metropolitana de Las Vegas informou na última segunda-feira (1º) que um relato de incidente com o número listado no processo de Mayorga foi preenchido na noite do suposto ataque. Ainda informou que o caso foi reaberto no mês passado, após uma vítima não identificada se apresentar com novas informações. A polícia se negou a dizer se o atleta é alvo de uma investigação. 

"Aguardarei com tranquilidade o resultado de quaisquer investigações e processos, pois nada me pesa na consciência", completou Cristiano Ronaldo. 

*Com informações da Folhapress

Nenhum comentário:

Postar um comentário