15 de fevereiro de 2018

Mulher morre após ser enterrada viva

Mulher teria sido enterrada viva e corpo é encontrado mexido no caixão
A família de uma mulher, de 37 anos, de Riachão das Neves, no interior da Bahia, cobra explicações de um hospital do município por acreditar que ela morreu após ter sido enterrada viva, por um suposto erro médico. Rosângela Almeida Santos teria ficado 10 dias sepultada. 

De acordo com o Portal Valle, os parentes relatam que o corpo da mulher foi encontrado revirado na sepultura, com machucados nos braços e na testa. Os ferimentos, segundo eles, indicam que ela tentou sair do caixão após o enterro. A família violou a sepultura depois que moradores de casas vizinhas ao cemitério municipal onde a mulher foi enterrada ouviram gritos, supostamente, vindos do túmulo. 

Os parentes de Rosângela afirmam que o corpo dela, naquele momento, ainda estava quente. Uma dona de casa que vive nas proximidades conta que ouviu batidas na sepultura. Na sequência, segundo ela, escutou dois gemidos. O incidente ocorreu na última sexta-feira (9/2), mas Rosângela havia sido enterrada em 29 de janeiro. 

Antes disso, ela ficou internada no Hospital do Oeste, em Barreiras (BA), e teve o falecimento atestado no dia 28. A certidão de óbito indica quadro de choque séptico como causa da morte. A Polícia Civil de Riachão das Neves investiga o caso.

  *Fonte: cearamirimlivre.com via Metrópole

Nenhum comentário:

Postar um comentário