11 de janeiro de 2018

Segurança do RN confirma novos investimentos para as polícias

Após o fim da “Operação Segurança com Segurança” que durou 23 dias, a Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social do Estado (Sesed) espera que 100% das viaturas retornem às ruas nesta quinta-feira (11). Hoje, foram entregues uma parte das novas 50 viaturas que têm a previsão de entrega para esta semana. Assim, os novos veículos serão somados aos 70% da frota que está nas ruas desde esta quarta-feira (10). 

A informação foi repassada pela cúpula de Segurança do Estado durante uma coletiva de imprensa na sede do órgão no Centro Administrativo do Estado. A secretária Sheila Freitas antecipou que o Governo aguarda apenas a chegada do dinheiro federal para aplicar os recursos na estrutura das policiais civil e militar. “Estas 50 viaturas foram contratadas de forma emergencial e boa parte delas já foi entregue. As que ainda estão aqui receberão o chip de abastecimento pela Administração e até a próxima semana os rádios e os intermitentes serão instalados, mas a comunicação em Natal e Região Metropolitana podem ser feitas por meio dos rádios portáteis (HTs). E pensando em resolver as dificuldades dos batalhões nós já enviamos algumas. 

Sabemos que também há problemas no interior do Estado, mas preferimos inicialmente resolver os problemas de Natal, Grande Natal e Mossoró”, explicou a secretária de Segurança. Nesta quinta-feira foram entregue 29 viaturas, sendo 23 para Natal e mais seis para o município de Mossoró na região Oeste do estado. A titular da Segurança informou que mais 50 viaturas serão adquiridas para a pasta e posteriormente entregues a Polícia Militar (PM), Polícia Civil e ao Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep). Outro investimento informado pela gestora da Segurança será realizado pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp) na ordem de R$ 5 milhões, que serão utilizados na aquisição de 50 veículos do tipo SUV, 27 motos e 25 tablets, além de mais R$ 100 milhões em aquisição de equipamentos. 

A segurança do Estado também receberá um investimento do Banco Mundial, que fará o investimento de R$ 64 milhões a Polícia Civil em equipamentos e capacitação e mais R$ 50 milhões da Caixa Econômica Federal que serão pagos de forma parcelada. “Nós já pagamos a contrapartida de R$ 300 mil e estamos montando o processo licitatório exigido pela Senasp, que demanda tempo até sua publicação. Já em relação ao investimento do Banco Mundial não poderá ser usado em uma força repressora. 

Apenas para as policias investigativas. Isso é algo bem delimitado pelo Banco”, informou Sheila Freitas. E sobre a permanência das forças armadas no estado, ela afirmou que o Governo ainda não tem como afirmar se as tropas vão permanecer por mais tempo. O pedido para ampliar a estada das Forças Armadas foi feito nesta segunda-feira (9), mas depende da resposta do Exército. 

*Portal no Ar

Nenhum comentário:

Postar um comentário