21 de novembro de 2017

Velhos caciques do RN não aprenderam lição da derrota de 2014, tenta repetir acordão em 2018

Os velhos caciques da política do RN, ao que parece, não aprenderam nada com a derrota de 2014, onde sete ex-governadores foram derrotados, apoiando a chapa que teve Henrique Alves como candidato a governador e Vilma de Faria, candidata ao senado. 

Ao se projetar para as eleições de 2018, o candidato da família Alves, Carlos Eduardo Alves, atual prefeito de Natal, vem se articulando e praticamente fechando a chapa, tendo ele como candidato ao governo do RN, e os velhos caciques José Agripino Maia e Garibaldi Alves Filho candidatos e reeleição para o senado federal. 

A vaga de vice, estaria aberta para tentar atrair o PR de ex-deputado João Maia, ou o PSDB, de Rogério Marinho, caso esse chapão se concretize, as forças políticas que estiveram unidas em 2014, sofrendo uma derrota história, poderiam estar juntas novamente em 2018. 

Dentro desse cenário, o PMDB será o grande beneficiado, pois ganha de presente a Prefeitura de Natal, assumindo o cargo o vice-prefeito Alvaró Dias. Resta saber até que ponto a prisão de Henrique Alves, o apoio do partido a todas as maldades do governo Temer, contra a população do Brasil, atingirá a candidatura de Carlos Eduardo Alves e dos companheiros de coligação. 

Um fato que deixa a cúpula do PMDB preocupada, é uma eventual candidatura da atual senadora Fátima Bezerra ao governo, tendo Zenaide Maia como candidata ao senador, pois todas as pesquisas divulgadas, mostram  as duas em situação privilegiada, mas o objetivo desse acordão é exatamente deixar ambas isoladas para evitar eventuais  candidaturas, vão conseguir ?? 

*Fonte: Chico Gregorio

Nenhum comentário:

Postar um comentário