23 de novembro de 2017

Suspeito de estuprar e prostituir filha de 13 anos por R$ 10 é preso na PB

Um agricultor de 47 anos foi preso na cidade de Sossêgo, no Curimataú paraibano, suspeito de estuprar a filha dele de 13 anos e de oferecer ela para fazer sexo com outros homens pelo valor de R$ 10. O caso foi descoberto pelo Conselho Tutelar da cidade depois que uma irmã da vítima teria comentado na escola onde estuda que "o pai namorava a irmã mais velha". 

Uma das professoras ouviu e denunciou ao Conselho Tutelar que acionou a Polícia Civil. De acordo com as informações da Polícia Civil, o pai foi preso na quarta-feira (22) no sítio onde mora com a família na zona rural de Sossêgo. A vítima também foi ouvida e contou que o pai estuprava ela e também a levava para feiras livres em cidades vizinhas, onde oferecia ela para outros homens fazerem sexo pelor valor de R$ 10. 

Ainda no depoimento, ela destacou que, enquanto era aliciada, o pai ficava bebendo. Ainda de acordo com a Polícia Civil, a vítima também contou que, na manhã da quarta-feira, antes de ser preso, o pai havia lhe beijado a força, tirado a roupa e estuprado ela em casa. No depoimento, a vítima comentou que a mãe sabia que o pai levava ela para as feiras onde era aliciada e que ameaçava matá-la, caso o denunciasse. 

O casal tem cinco filhas. Na delegacia, o agricultor negou a acusações. O pai foi preso por policiais das cidades de Cuité e Sossêgo. Depois de prestar depoimento, o agricultor foi levado para a carceragem da delegacia de Polícia Civil de Barra de Santa Rosa. Na manhã desta quinta-feira (23) ele foi transferido para a cadeia pública da cidade de Esperança. O caso está sendo investigado pelo delegado Elias José Rodrigues Silva.

*G1 PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário