6 de agosto de 2017

Mãe de 53 anos doará um rim para o filho de 30 anos

No dia 31 de dezembro de 2016 o jovem autônomo patoense Diego Dantas de Sousa, de 30 anos, foi internado no Hospital João XXIII, em Campina Grande, sentindo muita dor de cabeça e com pressão alta. Há dias ele já vinha sentindo, com diferentes graus de intensidade, os mesmos problemas e, uma vez internado, ficou constatado que padecia de uma insuficiência crônica nos rins. Desde esse internamento, no dia 31 de dezembro, ele se tornou paciente renal crônico e passou a fazer hemodiálise, um procedimento onde uma máquina limpa e filtra o sangue, fazendo o “trabalho” que o rim doente não consegue fazer. Três vezes por semana, terça, quinta e sábado, o jovem se submete a esse procedimento.

Cledineide Dantas de Sousa, mãe do jovem, é professora aposentada do estado, proprietária do Instituto Educacional Diego Dantas (a escola, fundada em 1990, é uma homenagem ao filho), tem 53 anos e, além de Diego, tem mais dois filhos: Arnaldo Neto, de 24 anos; e Clistenis, de 22 anos. A mãe, sensibilizada com a doença do filho, tomou a iniciativa de doar um dos seus rins para curar o filho do sofrimento que vem passando ao longo desses oito meses. “Já fiz todos os exames, deu tudo certo, sou compatível”, comemorou. 

A operação iria ser feita no Real Hospital Português, em Recife, mas depois a família ficou sabendo que no Hospital Nossa Senhora das Neves, em João Pessoa, também realiza esse tipo de cirurgia.Nenhum dos rins do jovem Diego Dantas funciona bem. São atrofiados. Com a doação da mãe o jovem passaria a ter um rim normal e a mãe ficaria apenas com um rim também e, segundo os médicos, ambos ficarão bem, pois é possível se ter uma vida saudável tendo apenas um rim, desde que ele esteja funcionando bem. 

São muitos os casos de pessoas que têm apenas um rim, mas leva uma vida perfeitamente normal. Diego Dantas está em tratamento em Campina Grande desde então, acompanhado de perto por um irmão e o pai Frederico Brandão de Sousa, e agora vive essa esperança de voltar a ter uma vida feliz e tranquila depois que receber o rim doado pela própria mãe. A cirurgia ainda não tem data definida para acontecer, mas a perspectiva é que seja realizada na primeira semana de setembro, e tem gerado grandes expectativas. “Meu sonho é ver o meu filho de novo com saúde e feliz e estou batalhando muito para isso”, disse a esperançosa mãe Cledineide Dantas.

*Folha Patoense

Nenhum comentário:

Postar um comentário