27 de maio de 2017

“Carlos Eduardo discrimina pacientes do interior”, denuncia deputado estadual do RN

Desde a última segunda-feira 22, a Prefeitura Municipal de Natal, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), iniciou o processo de alteração para confecções do Cartão Nacional de Saúde (Cartão SUS) na capital potiguar. Com a nova regulamentação, publicada em decreto, os hospitais e a unidades municipais de saúde somente atenderão pacientes que tenham comprovado previamente moradia em Natal através da apresentação de um comprovante de residência no momento da reimpressão da carteira.

 Atualmente, segundo dados disponibilizados pela própria Prefeitura do Natal, existem 1,4 milhão de cartões do SUS registrados na capital potiguar, muito embora a população da cidade seja de aproximadamente 800 mil habitantes de acordo com o último censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A medida de ‘privatizar’ as unidades de saúde da cidade somente para pessoas que pertencem a ela, no entanto, não foi bem aceita por muitas pessoas, entre elas o deputado estadual Jacó Jácome (PSD).

 Em contato com a reportagem do Agora Jornal, o parlamentar disse ter ficado surpreso com a decisão do prefeito Carlos Eduardo Alves (PDT). Para ele, o fato de negar atendimentos a pacientes do interior vai apenas aumentar o caos no sistema de saúde do Rio Grande do Norte. Segundo Jacó, faltou ‘sensibilidade’ ao chefe do executivo municipal e, principalmente, diálogo com outras lideranças políticas do Estado antes de publicar o decreto, que já entrou em vigor na capital.

*Agora RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário