9 de fevereiro de 2017

Vereadores votarão Projeto de Resolução da presidência da Câmara que transfere dia das sessões da quarta para a sexta-feira

O presidente da Câmara Municipal de Cerro Corá, vereador José Valderi Borges, deverá convocar uma sessão extraordinária para quarta-feira (15), quando deverão ser abertos os trabalhos legislativos desse ano, para que o plenário vote Projeto de Resolução que transfere das quartas para as sextas-feiras o dia das sessões ordinárias da Casa. 

O ato deverá ocorrer logo após a sessão de abertura, quando deverá ser feita a leitura anual da Prefeita Graça Oliveira (PSD). 

A vereadora Graça Santos (PSB), (foto ao lado) que se posiciona contra o projeto, relata que não se trata apenas de uma preocupação do presidente em proporcionar maior participação popular nas sessões, mas configura-se num benefício ao Vereador Charles Albuquerque (DEM), que reside e trabalha na capital do estado, o que torna inviável que compareça à cidade em meio de semana apenas para participar dos atos legislativos. 

Mas, segundo a parlamentar, a sua decisão de votar contrariamente ao projeto não se relaciona a este fato e sim aos prejuízos que essa medida pode causar: “Votarei contra o projeto não por me recusar a beneficiar o vereador Charles, apesar de considerar que não somos obrigados a modificar a rotina da câmara ou mesmo nossas próprias rotinas para que um dos colegas consiga honrar suas obrigações parlamentares. 


Acho que o primeiro dever de um vereador ou qualquer agente que exerça um cargo político, é morar no município onde foi eleito para que possa conviver de perto com o povo e conhecer suas reais necessidades. No entanto, ao votar contra a Resolução, não observo apenas isso, mas as percas que a medida pode causar na atuação do Legislativo, pois, por ser a sexta-feira considerada início de final de semana é comum que as pessoas tenham outros tipos de compromisso, até mesmo nós, parlamentares, que vez ou outra temos de cumprir tarefas extras iniciando neste dia, motivos de força maior que poderão nos obrigar a faltar às sessões. 

Outra coisa são os chamados “feriados prolongados”, imprensando uma sexta ou outra, teremos várias sessões canceladas ao longo da legislatura, o que se alia aos longos três meses de recesso que os parlamentares têm direito a cada ano e minimiza ainda mais a nossa atuação em plenário”, justifica Graça Santos, que acrescenta: “Se fosse para alterarmos o dia das sessões, deveríamos nos basear no Regimento Interno da Casa, que determina que as reuniões sejam realizadas às terças-feiras e é um dia, realmente, mais produtivo”. 

Mesmo votando contra a Resolução ao lado dos colegas de bancada Maciel Freire, Erinho Albuquerque e Aldo Maciel, Graça acredita que a medida será aprovada: “Somos quatro contra cinco. Como se trata de uma iniciativa do próprio presidente da câmara, líder da bancada de oposição, não temos dúvidas de que será aprovada”, finaliza.

Um comentário:

  1. graça, acho que o vereador tem mais com que se preocupar. vocês deviam era pensar nos problemas da cidade, ver como resolver os problemas do povo, e não ficar discutindo besteira de horário. o povo quer atenção, num quer saber de horário de vocês não. votei em maciel, mas se ele tambem ficar perdendo tempo com essas besteira, num vai ter mais meu voto não. nós queremos é solução pros problemas da cidade.

    ResponderExcluir