21 de janeiro de 2017

Cabo PM é afastado depois de gravar vídeo com membros do PCC

O Cabo da Polícia Militar, João Maria Barros, que filmou e distribuiu imagens em redes sociais dos lideres do PCC que foram transferidos de Alcaçuz desde segunda feira, 16, foi afastado na manhã desse sábado, 21, após imagens circularem nas redes sociais. 

De acordo com a assessoria de comunicação do governo do estado, o policial vai responder a um processo administrativo pela conduta inapropriada e a um processo criminal, já que estava expressamente proibido de entrar onde os presos estão custodiados. No vídeo publicado pelo Cabo, os presos do PCC, José Francisco dos Santos, José Cláudio Cândido do Prado e Paulo da Silva Santos, aparecem vestidos somente de calção azul (farda de Alcaçuz), em uma sala com grades, mas com acesso fácil a policiais militares. 

 É nítido o recado do PCC, "a guerra contra o sindicato não vai parar". Pelo acordo que começou a ser colocado em prática pela equipe da Secretaria Estadual de Segurança Pública, os líderes do PCC exigiram a retirada dos presos ligados ao Sindicato do Crime (Facção do RN). BJS: Infelizmente um pobre de um policial militar é quem vai pagar o pato pela baderna no estado, até agora ninguém foi punido, mas ele vai ser. Ele certo? Não! Mas criminalizar a atitude do policial é aceitar perante à sociedade que o governo só tem pulso para o trabalhador. 

*Tribuna do Norte/Blog Jair Sampaio

Nenhum comentário:

Postar um comentário