28 de novembro de 2016

CNJ impede Cláudio Santos, de repassar 100 milhões para saúde e segurança do RN

A conselheira Daldice Maria Santana de Almeida, do Conselho Nacional de Justiça, acatou liminar da Associação dos Magistrados do RN (AMARN), contra a decisão do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Cláudio Santos, de liberar R$ 100 milhões economizados do T.J. para investimentos essenciais e urgentes em Saúde e Segurança Pública.

O Tribunal de Justiça vai acionar a Procuradoria-Geral do Estado, para que recorra ao Supremo Tribunal Federal. Ao tomar conhecimento da decisão, o desembargador Cláudio Santos, usou uma passagem bíblica, para expressar sua indignação: “”Pai, perdoa-lhes, eles não sabem o que fazem”. 

Sem tomar qualquer medida ou ato administrativo, o presidente do Tribunal de Justiça manifestou a necessidade de disponibilizar recursos poupados pelo Judiciário, ao longo dos anos, para atender à população necessitada, que, segundo ele, contribui com seus impostos para a manutenção da máquina pública e é a “verdadeira dona do dinheiro”.

*Via Marcos Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário