29 de novembro de 2016

Avião da Chape sofre acidente; Danilo, Ruschel e Follmann estão entre sobreviventes

O avião que transportava a delegação da Chapecoense para a primeira partida da final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional fez um pouso forçado na madrugada desta terça-feira na região de Antióquia, na Colômbia. Segundo a rede de "TV Caracol", a aeronave sobrevoava as cidades de La Ceja e Abejorral quando perdeu contato com a torre de controle do aeroporto José Maria Córdova. Não há dados sobre vítimas fatais. Segundo agências locais, seis pessoas já teriam sido resgatadas. 

Os goleiros Danilo e Follmann e o lateral Alan Ruschel estão entre os sobreviventes confirmados. Além de jogadores e comissão técnica, embarcaram jornalistas e dirigentes. A delegação da Chape saiu de Guarulhos para Bolívia em voo comercial com 72 passageiros e nove tripulantes. Após escala técnica, deixou Santa Cruz de La Sierra em direção a Medellín. Quando sobrevoava a região de Antióquia perdeu contato com o aeroporto, que confirmou o acidente. A causa do acidente teria sido uma pane elétrica. 

Ainda de acordo com a imprensa local, o piloto teria liberado combustível para evitar explosão após o pouso forçado. A Chapecoense viajaria diretamente para Medellín em um voo fretado, o que foi desautorizado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). Assim sendo, a delegação do time catarinense foi forçada a mudar seus planos e embarcar primeiro para São Paulo. De lá, pegou o voo para a cidade colombiana. Segundo a imprensa colombiana, o local da queda do avião, próximo ao aeroporto, seria de difícil acesso. 

Além disso, o mau tempo na região metropolitana de Medellín atrapalharia ainda mais o resgate. Dois helicópteros da força aérea do país sobrevoam a área para auxiliar no trabalho das equipes de resgate. Dois helicópteros estão sendo utilizado no resgate. De acordo com informações fornecidas pelo aeroporto José Maria Córdova, a aeronave perdeu contato com a torre de controle às 21h33 locais (0h33 de Brasília) e teria caído às 22h15 (01h15 de Brasília).

Nenhum comentário:

Postar um comentário