6 de maio de 2016

Senado rejeita pedido de Dunga para cassar mandato de Romário

O senador Romário (PSB-RJ) informou nesta quinta-feira que a Advocacia do Senado proferiu parecer pelo arquivamento de denúncias protocoladas pelo técnico da seleção brasileira, Dunga, e pelo coordenador técnico, Gilmar Rinaldi, no Conselho de Ética contra Romário. Eles alegaram terem sofrido "declarações ofensivas à sua honra" quando o senador concedeu entrevista ao jornal italiano Gazzetta dello Sport e afirmou que havia interesses por trás da convocação de jogadores. 

"A CBF tentou cassar o meu mandato", reclamou Romário, em sua conta no Facebook, alegando que a entidade "instruiu" Dunga e Gilmar Rinaldi, seus ex-companheiros de seleção brasileira, a entraram com a representação. Mas a Advocacia do Senado, em seu parecer, apontou, segundo a assessoria de Romário, "que os denunciantes deixaram de observar requisitos formais ao protocolar a denúncia, como anexar o título de eleitor". 

A decisão foi comemorada por Romário, que aproveitou para cutucar Dunga e Gilmar: "Exerço meu papel e dou o máximo de mim e, mesmo sendo questionado em alguns momentos, consigo bons resultados. Enquanto eles, deixam a seleção amargar a quinta colocação no ranking da Fifa e sexta nas eliminatórias para a Copa de 2018". 

* Por Agência Estado

Nenhum comentário:

Postar um comentário