17 de maio de 2016

Meteorologista espera que “El Niño” não influencie em 2017

Segundo o meteorologista da EMPARN, Gilmar Bristot, as mais recentes análises climatológicas apontam que a zona de convergência responsável pelas chuvas no interior do estado se deslocou para o norte. “As chuvas terão melhores condições no litoral e agreste”, disse ele. 

No restante dos municípios, as precipitações devem ficar em torno de dez a quinze milímetros. A boa notícia, segundo Bristot, é que o “El Niño” praticamente desapareceu. “Se a tendência se mantiver nos próximos meses, nos dá uma esperança de que em 2017 não tenhamos a interferência desse fenômeno”, explicou ele. Contudo, o meteorologista reconhece que há outros fatores a analisar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário