7 de abril de 2016

Médico morre com suspeita de H1N1 em Alagoas

Um médico com suspeita de ter contraído a gripe H1N1 morreu na tarde de ontem na Santa Casa de Maceió. De acordo com o presidente do Sindicato dos Médicos de Alagoas (Sinmed), Wellington Galvão, trata-se do anestesista Osman Catarina, que estava internado desde a última sexta-feira. 

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau), contudo, informou ao portal Gazetaweb que ainda não havia sido notificada sobre o óbito. Wellington Galvão informou que o paciente estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com uma síndrome aguda respiratória. A causa da morte, entretanto, só poderá ser esclarecida após resultados de exames realizados pela Fundação Osvaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro. Não há um prazo para que o resultado seja divulgado. 

*Gazeta de Alagoas

Nenhum comentário:

Postar um comentário